InícioInício  Portal do SWPortal do SW  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Treinos - Riku

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Treinos - Riku   Dezembro 22nd 2014, 11:13

Uma Noite Tranquila

Era um noite chuvosa de domingo, a água da chuva caía barulhenta nos telhados da famosa cidade italiana veneza... já eram mais ou menos 9 da noite, a essa hora a maioria das pessoas já estão no conforto de seus lares fazendo suas refeições e se preparando para dormir, porém havia um certo alguém nas ruas... uma figura vestida com um elegante sobretudo preto decordo com uma gravata justa vermelho - sangue; com uma mão em sua longa franja prateada e a outra segurando um livro de poemas alemães, ele faz sua leitura sem pressa sentado em uma mesinha de um bar deserto localizado na calçada de uma estreita rua de onde apenas alguns veículos pequenos passavam; apenas com a presença do barman que cochilava apoiado no recipiente de bebidas. A figura era ninguém menos que Riku espectro de Balron.

Os minutos se passam e Riku nem mesmo pisca devido à sua concentração; vez ou otra via-se um gato preto na rua e alguns sons típicos da noite como o som das corujas e o coachar de sapos, era uma noite bem silênciosa e calma o que facilitava a leitura do espectro... porém de repente ele sente uma cosmo energia assustadora que instantâneamente o tira de seu transe literário, o espetro deixa cair o livro na mesa e uma feição mista de surpresa e estranheza se forma em seu rosto... ainda desorientado Riku levanta-se derrubando a cadeira; ao colocá-la no lugar o espectro joga alguns trocados no balcão e vai ao encontro da cosmo energia.

O jovem vai seguindo o rastro do cosmo lentamente e sem pressa até chegar em um beco escuro e vazio lá encontrava-se a coisa que tinha transformado Riku em um espectro... dês daquele tempo a cosmo energia continuava igualmente assustadora e imponente, O espectro então ainda surpreso fala:

- A quanto tempo...

A criatura não perde tempo e interrompe o espectro.

- Não temos tempo para isso, logo a alma do imperador Hades irá renascer no mundo uma vez mais e quando a hora chegar seria bom que existissem menos inimigos não acha?

Riku fecha os olhos, respira fundo e responde

- Quer que eu diminua os números dos inimigos? matar cavaleiros, marinas e guerreiros deuses?

A criatura se transforma em algo parecendo um sorriso..

- Isso mesmo, e porque não começa com aqueles soldados ali?

Neste momento vários vultos surgem do nada e cercam o espectro ao mesmo tempo que a criatura some. Eram cinco jovens aprendizes do santuário, Riku mais uma vez respira fundo e fecha os olhos, então o mais alto deles fala:

- Não vamos deixar que saia vivo espectro! tome isso!

O garoto dispara uma rajada de cosmo concentrda que atinge o espectro em cheio pulverizando sua roupas e revelando a sapuris.

- Minha roupa era nova...

A cara de Riku não escondia a decepção.

- Escutem, não gostaria de sujar minhas mãos com o sangue de vermes como vocês mas se estão co,  tanta vontade de conchecer o inferno... CHICOTE DE BALRON!!!

O espectro eleva seu cosmo e ataca um dos garotos com o chicote que se prende no tronco dele; apertndo o garoto pra em seguida retalhar o corpo do aprendiz. Ardendo em fúria um outro soldado tenta acertar uma voadora na cabeça do espectro que esquiva fácilmente e contra ataca com uma chicotada horizontal cortando o soldado em dois. Agora só restavam três garotos que pelo visto eram menos imprudentes que seus companheiros.

- O que Atena estava pensando? mandar cinco aprendizes para a morte...

Um deles que parecia o líder queimou seu cosmo ao infinito junto aos seus dois amigos...

-CALA A BOCA NÃO NOS SUBESTIME!

Riku se surpreende com o cosmo deles.

-
Não... não imaginava que aprendizes tivessem tanto cosmo!!!


Os três soltam uma grande rajada esférica de energia e acertam o espectro em cheio causando uma grande explosão... quando tudo se acalmou as luzes das moradias vizinhos já começaram a se acender e as pessoas acordar, do meio dos escombros surge Riku apenas com um pequeno corte superficial na bochecha.

-
Pelo visto na hora do desespero mesmo um rato encurralado pode acabar atacando o gato... acabarei com todos de uma vez... RAJADA DO JULGAMENTO!


Ao gritar o nome de sua técnica mais poderosa Riku estende sua mão liberando ondas cósmicas em formato espiral, os três aprendizes tentaram defender mais os três foram atingidos pelo impacto do golpe e jogados para cima, o ataque também demoliu uma casa inteira que estava na linha de fogo além de ter causado um pequeno incêndio que foi logo apagado pela chuva... logo os três corpos dos aprendizes caem no chão esmagados pelo poder do espectro. Riku percebe que tem civis se aproximando e decide sair de cena mas antes uma figura com um cosmo bem maior apareceu no teto de uma casa; seu rosto estava escondido pela escuridão da noite tudo o que podíamos ver era uma veste alaranjada.

-
-
Escória de Hades!, escute bem desafio você para um duelo! venha ao meio dia de amanhã no topo do Palazzo Seta aqui em veneza!


Em seguida o homem vai embora, Riku suspira mais uma vez, fecha os olhos e fala:


-
Não tenho escolha...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Law

avatarFundador
Fundador


Mensagens : 3053
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro

Status
Nível: 0
PV:
800/800  (800/800)
PC:
1100/1100  (1100/1100)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Dezembro 23rd 2014, 14:53

+ 150 de experiência
+ 100 coins
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://saintwar.forumeiros.com
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Dezembro 25th 2014, 09:44

Chamas no Palazzo Seta


Era uma manhã calma na grande cidade de Veneza, eram cerca de seis horas da manhã; as pessoas já acordavam, tomavam café e iam para seus trabalhos... no noticiário matinal o repórter noticiava uma  explosão ocorrida em um beco da cidade e que alegaram ser obra de terroristas, em outras palavras era uma manhã como qualquer outra para a maior parte da população... mas não para o espectro Riku de Balron... ele havia recebido um desafio de uma figura desconhecida trajando uma veste alaranjada; este desafiou o espectro para uma batalha ao meio dia no topo do palazzo seta uma construção antiga de Veneza... o jovem Riku que havia dormido em uma pousada de baixa qualidade, acorda. Ele não havia dormido nada na noite anterior confuso com o súbito desafio, ele pensou em deixar a figura esperando e não ir porém ele imaginou que a figura fosse achá-lo mais cedo ou mais tarde. O espectro tomou café na pousada e partiu para a biblioteca municipal, ele havia tido uma noite longa e precisava relaxar um pouco antes da luta. Ao andar pelas ruas lotadas da cidade italiana ele topa com um jovem desconfiado com uma marca estranha no braço, o jovem desconfiado solta um olhar venenoso ao espectro que rebate com uma cara de desaprovação; o jovem então vai embora deixando o espectro curioso...

- (Que estranho... nunca vi esse moleque...)

Ao chegar na biblioteca, Riku procura um livro sobre táticas de guerra chamado: ´´A Arte da Guerra`` de Sun Tzu. O espectro fica entretido até mais ou menos onze horas quando parte para o topo do palazzo seta onde seria o desafio. Este lugar era uma construção fechada, ninguém pode entrar sem autorização o que deixou Riku chateado, o jovem decide então subir por fora, ele veste sua sapuris e puxa seu chicote, ele prende a ponta do chicote em uma janela no alto da construção e faz um rapel até chegar no topo do palácio. Após chegar no telhado da construção o Espectro encontra a figura da noite passada, era um homem alto trajando uma armadura alaranjada, parecida com a proteção dos soldados do santuário mas tinha ornamentos de labaredas.

- Já estava na hora... sou O Cavaleiro do Fogo e irei matar você aqui e agora!

- Não tenho problemas com a luta mas por que um cavaleiro que protege o amor e a paz na terra lutaria no topo de uma construção pública? Athena está arriscando matar inocentes agora?

O Cavaleiro se irrita e responde com palavras raivosas.

- Não vim por ordem de Athena! aqueles que você matou eram meus subordinados! nós vimos aqui para eliminar espectros por conta própria.

Riku fecha os olhos e suspira.

- Então é isso... um homem irresponsável como você não merece esta armadura, por isso irei tratar de arrancar ela de você eu mesmo...

O Cavaleiro começa a queimar seu cosmo e assumir posturas de luta.

- Não pense que irei facilitar! a morte de alguns inocentes não irão me deixar triste se você morrer junto! Pelo Poder do Fogo!

Neste momento várias labaredas começam a sair do punho do cavaleiro em forma de turbilhão e partir para cima do espectro que desvia dos ataques, o fogo começa a queimar o telhado do palácio deixando tudo um inferno de fogo em poucos minutos, várias labaredas e línguas de fogo partem para cima de Riku que continua saltando e desviando.

- Humpf! um cavaleiro sem convicção como você não pode me vencer, tome isso! Rajada do Julgamento!

- Pelo poder do fogo!!!

Os ataques se chocam formando uma grande massa de energia no epicentro do choque de poderes, a disputa estava acirrada e nem um dos lados mostrava sinais de fraqueza; O Cavaleiro do Fogo por fim cede e é atingido pela grande massa de energia concentrada dos ataques. Neste ponto todo o telhado do palácio onde eles lutavam já estava imerso nas chamas, o choque de poderes arremessou o cavaleiro em uma torre criando um enorme buraco de onde saía o cavaleiro do fogo cambaleante.

- Ainda está vivo?

- Não irei me render perante um espectro...

O Cavaleiro do Fogo estava sem dúvidas muito debilitado devido aos ferimentos causados pelo choque de poderes e sua armadura estava toda trincada.

- Humpf, pois bem, irei liquidar você de forma rápida e mortal, sinta meu Chicote de Balron!!!

Riku brande seu chicote desfere um golpe contra o cavaleiro do fogo, o chicote se enrola em todo o corpo do cavaleiro e começa a apertá-lo até a morte. Diante dos gritos do cavaleiro do fogo o espectro decide acabar logo com seu sofrimento... quando o chicote ia rasgar o cavaleiro uma raja da energia é disparada contra Riku que é obrigado a recolher o seu chicote. Era o garoto que o espectro havia encontrado no caminho para a biblioteca, a marca em seu braço brilhava intensamente, e se preparava para atacar novamente. Antes que Riku possa fazer alguma coisa o garoto soca o chão liberando um cosmo imenso e causando uma explosão enorme. O palácio havia sido totalmente destruído; somente sobraram ruínas e não havia nenhum sinal do garoto ou do cavaleiro do fogo, já era possível ouvir o barulho dos curiosos e as sirenes dos bombeiros. Riku se encontrava sentado em um beco não muito longe daquele lugar, a explosão havia ferido o ombro do espectro e ele não podia fazer nada, apenas pensar em quem era aquele garoto tão raquítico que havia causado á explosão do palácio.

- (Aquela marca... me lembro de tê-la visto em algum lugar... sim! A Marca de Izanagi...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Law

avatarFundador
Fundador


Mensagens : 3053
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro

Status
Nível: 0
PV:
800/800  (800/800)
PC:
1100/1100  (1100/1100)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Dezembro 26th 2014, 20:17

+ 200 de experiência
+ 150 coins
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://saintwar.forumeiros.com
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Dezembro 30th 2014, 07:57

O Prelúdio do Furacão

Riku estava aborrecido neste dia... após a explosão do Palazzo Seta e o aparecimento de um estranho garoto com a marca de Izanagi no braço que além de fazer a presa do espectro escapar, o humilhou machucando seu ombro, depois desse estresse tudo o que Riku queria era um bom livro para se distrair; ele lia um grande livro sobre direito penal pois como um possível substituto para os juízes do inferno Riku precisa de conhecimento do assunto. Mesmo assim o espectro não conseguia se concentrar na leitura, sempre lhe vinha na cabeça a marca no braço do garoto... porque ele havia protegido o cavaleiro do fogo?, porque ele explodiu o Palazzo Seta? e porque não matou Riku quando teve a chance? eram muitas perguntas e poucas respostas. O espectro estava hospedado em uma pousada simples, ele inicialmente havia planejado sair de veneza no dia anterior mas com os acontecimentos recentes ele teve que adiar sua saída...

Mais ou menos as três da tarde daquele dia, Riku decidiu pesquisar sobre a marca de Izanagi, ele novamente foi até a biblioteca municipal procurando livros sobre o assunto; chegando lá ele procurou por antigos manuscritos japoneses, pergaminhos, livros de história e tudo o que encontrou foi mitologia e histórias do japão antigo, nada relacionado ao brilho que a marca emanava ou ao poder que foi capaz de destruir uma construção gigantesca como o Palazzo Seta... passaram-se várias horas e Riku nada havia achado; por volta das onze da noite Riku decidiu ir embora, ele andava por ruas estreitas e desertas na volta para a pousada, tudo o que ele via eram gatos rondando e ratos revirando o lixo, eis que subitamente a forma densa e escura que havia lhe aparecido havia quase dois dias aparece mais uma vez na frente do espectro, a forma emanava negatividade e pela forma de seu cosmo não estava feliz com os acontecimentos.

- O que estava fazendo? - pergunta a forma maligna

- Eu não pude fazer nada... - respondeu o espectro. - Foi tudo muito rápido...

- Podia ter matado aquele cavaleiro mais rápido! - a forma maligna aparentava estar com raiva

- Sinto muito, mas gostaria de perguntar algo... aquele garoto de mais ou menos 14 anos tinha uma marca no braço...

- Eu sei - respondeu a forma - Aquela é a marca de Izanagi.

- Sim, pesquisei muito mas não encontrei nada sobre ela... gostaria de pedir a permissão do imperador Hades para viajar para o japão.

A forma agora emanava um cosmo cheio de curiosidade.

- Sim... sim... um garoto com um poder daqueles poderia ser um problema para o imperador Hades futuramente...

- Então vai me deixar ir? - pergunta Riku cheio de espectativa.

- Sim, o japão é sua terra natal e é natural que queira voltar para lá, só aviso que uma vez fora da europa você não poderá contar com a ajuda de nossas forças, está sozinho nessa.

- Pode deixar, apenas eu sou necessário para esta missão, então está decidido partirei amanhã ao nascer do sol...

Em meio a conversa, surge do outro lado da rua o garoto que havia explodido o palácio, ele estava usando um casaco branco que ocultava seu rosto porém o casaco não ocultava seu antebraço onde se localizava a marca de Izanagi que brilhava na luz na lua, ao perceber a presença do garoto o espectro instintivamente corre na direção do menino que começa a fugir, o garoto começa a correr as margens dos rios de veneza; ele possuia uma grande velocidade e porte físico, algo que Riku não possuia, após alguns minutos de perseguição; Riku perde o garoto de vista nas margens do mar, na praia havia uma mensagem escrita em inglês:

''Venha para a terra do sol nascente''

Ao ler a mensagem o espectro fica ainda mais ansioso para ir até sua terra natal... ele havia esquecido da existência dos cavaleiros, marinas e guerreiros deuses, naquele momento seu único desejo era obter as respostas sobre o garoto e a marca, sua sede por conhecimento nunca foi tão grande, o espectro sentia o seu sangue fluir mais rápido por todo o seu corpo e a expectativa ficava maior a cada segundo...

- Japão heim?... logo estarei lá...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Dezembro 31st 2014, 18:45

A Chacina do Avião




Enquanto o dia amanhecia na grande cidade de veneza, um certo espectro prepara-se para fazer uma longa viagem. Riku de Balron encontrava-se rumando para o aéroporto local, os acontecimentos do dia anterior haviam feito o espectro decidir fazer uma viagem ao japão e o meio mais rápido de se fazer uma viagem inter-continental era de avião. Riku andava pensativo nas ruas da cidade, sua mente não parava de pensar sobre a marca no braço daquele estranho menino, por algum motivo esta marca o fascinava; não era algo normal... ela simplismente o atraia... com a distração de Riku ele mal percebera que havia chegado no aéroporto, o estabelecimento estava lotado, muitas pessoas aguardavam embraque e mais pessoas ainda desembarcavam.

Riku já estava se dirigindo até o avião, ele estava tão distraído com seus pensamentos que o tempo havia passado incrívelmente rápido para ele, na cabeça do espectro haviam passado poucos segundos dês de que entrara no aéroporto; e foi esta distração que fez ele não perceber que estava sendo seguido, os perseguidores eram cerca de dez pessoas, elas não estavam juntas mas espalhadas pela multidão de passageiros, seus cosmos eram totalmente diferentes dos inimigos que Riku havia enfrentado até o presente momento... eis que quando Riku estava prestes a entrar no avião uma grande esfera de energia é atirada contra o avião, no momento que a esfera atinge a aéronave os tanques de combustível explodem causando uma imensa explosão que mata todos os passageiros e também as pessoas próximas,  apenas alguns minutos o aéroporto estava em caos, as pessoas gritavam e corriam desesperadas, a fumaça negra cobria todos os escombros do desastre e não havia sinal de vida nos arredores da explosão.

Em meio ao caos os perseguidores se reuniram e começaram a questionar se Riku estava realemnte morto, por alguns minutos eles se questionavam até que decidiram ir verificar. Embaixo dos destroços do avião encontrava-se o espectro ainda vivo, ele havia sido pego de surpresa e ainda sem estar trajando sua sapuris, mesmo com todo o poder destrutivo dos espectros, seu corpo ainda é o de um humano comum por isso existe a necessidade das proteções. O corpo do espectro estava quase todo carbonizado até a barriga e ele encontrava-se entre a vida e a morte, nestes últimos segundos de vida Riku pensava na sua história... ele pensou na sua infância no mosteiro, pensou nos livros que leu em toda a sua tão breve vida, pensou no banho de sangue que ocorreu na capela do seu mosteiro, pensou também no seu alistamento nas forças de Hades e por fim pensou na guerra santa que estava para acontecer...

- (Maldição... vou morrer...e não matei nenhum cavaleiro...)

É nestes últimos minutos de vida do espectro que os dez perseguidores aparecem diante do corpo quase morto de Riku, eles o cutucam com os pés e descobrem que ele ainda vivia, os perseguidores trajavam longos casacos negros e capuzes que encobriam seus rostos, até que um deles tira o capuz, seu rosto era incrivelmente parecido com o do cavaleiro do fogo, ele dirige-se então até o moribundo Riku.

- Pelo visto irei vingar a derrota de meu irmão Richard... eu Krista de Fogo Negro!

Então eram todos cavaleiros negros da ilha da rainha da morte que estavam trabalhando junto ao cavaleiro do fogo e sua pequena milícia secreta, então Krista de Fogo Negro tira seu casaco revelando sua armadura negra, ela era exatamente igual a armadura de fogo original exceto pelo fato dela ser feita de um material negro encontrado apenas na ilha da rainha da morte. Neste momento o cavaleiro de fogo negro começa a gerar chamas em suas mãos, chamas iguais as do cavaleiro do fogo.

- Já que metade do seu corpo já virou carvão, deixe-me queimar a outra metade!

A faísca de vida de Riku estava quase se extinguindo, enfim chegara a morte do espectro Riku de Balron a Estrela Celeste Sábia... assim pensou Riku, porém antes que o cavaleiro negro pudesse executar dois gritos de agonia acontecessem, dois corpos de cavaleiros negros caem no chão mortos, então revelava-se um homem, ele trajava uma veste diferente de tudo que Riku havia visto... ela era parecida com as proteções que os samurais japoneses usavam porém esta era menor e mais prática, ela protegia quase todo o corpo do guerreiro exceto coxas, ombros e barriga e também possuia uma coloração vermelho-sangue e o rosto do guerreiro estava escondido por uma máscara.

- Não vão matar ele! não irei permitir! - fala o guerreiro assumindo uma postura de luta

- Quem é você? ou melhor o que diabos é você? - pergunta o cavaleiro de fogo negro.

- Sou Hisashi de Jimmu um grande guerreiro ronin!

- Guerreiro Ronin? - debocha Krista - deve ser algum maluco fantasiado já que insiste também te matarei Pelo Poder do Fogo!

Krista então soca o vento e labaredas saem de seu punho, várias chamas e línguas de fogo partem para atacar o ronin, Hisashi então põe sua mão em forma de ''faca'' e faz um movimento vertical na forma de faca que simplismente corta o fogo impedindo-o de acertar o guerreiro, neste momento sete dos cavaleiros negros restantes cercam Hisashi e arremessam rajadas de energia em sua direção, então o guerreiro salta fazendo as rajadas colidirem e formarem um grande turbilhão que mata todos os cavaleiros negros envolvidos, então Krista urra em fúria e dispara mais labaredas no ronin que acaba de cair no chão em pé.

- Então isso é tudo que um cavaleiro pode fazer? esperava mais.

- Maldito! morra de uma vez! Pelo Poder do Fogo! - assim, Krista urra disparando um grande furacão de fogo horizontal em Hisahsi, o ronin acalma-se e dá um suave assopro na direção do turbilhão que apaga-se misteriosamente.

- Como você pode apagar minhas chamas? com um só assopro? - Krista de Fogo Negro agora estava aterrorizado.

- Vocês cavaleiros ignorantes não conhecem o poder dos guerreiros nipônicos, mas chega de conversa... mostrarei a você a verdadeira extensão da minha força!

O guerreiro ronin começa a concentrar sua força, o ar fica pesado e o chão começa a tremer, uma energia diferente do cosmo emanava do corpo do japonês, era uma energia mais calma e bem mais singel, era algo calmo e quase confortante porém tinha uma energia tão poderosa quanto o cosmo.

- Sinta o meu mantra! Retalhamento Reto!

Então eis que o ronin ataca o japonês com cortes na velocidade do som tão rapidamente que ele não pode reagir, um segundo depois o corpo de Krista havia sido retalhado, o cavaleiro de Fogo Negro havia sido reduzido a fatias de carne humana ensanguentadas. E todos os acontecimentos haviam sido visualizados pelo moribundo espectro Riku de Balron e em meio a seus últimos suspiros o quase morto guerreiro reúne forças e solta um sorriso ao ronin antes de cair morto.
Algum tempo depois o espectro de balron volta a abrir seus olhos, ele encontrava-se em uma cama de hospital em um quarto vazio... em um calendário próximo da cama lia-se:

''TÓQUIO - JAPÃO''
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedro

avatarModerador
Moderador


Mensagens : 684
Data de inscrição : 21/01/2012
Idade : 18

Status
Nível: 2
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Janeiro 1st 2015, 17:27

350 (150 + 200) EXP
350 Coins

Like a Obama xp
Voltar ao Topo Ir em baixo
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Janeiro 2nd 2015, 11:18

O Demônio de Aço





Riku estava confuso, depois de ter pensado que tinha morrido após o incidente do avião e simplismente acordar vivo em um quarto de hospital no japão não é algo muito normal; o espectro percebeu que conseguia mover suas pernas que haviam sido carbonizadas na explosão; não só as pernas mas seu corpo estava completamente normal... o jovem estava extremamente curioso com o que havia acontecido, ele olhou no calendário e viu que haviam se passado dois anos dês da sua tentativa de ir ao japão... foi em meio a isso que um homem entra no quarto; ele trajava um terno preto e uma gravata azul fina, seus olhos eram puxados e seu cabelo liso cuidadosamente repartido para os lados; ele já parecia ter em tono de uns cinquenta anos e com certeza era um oriental.

- Imagino que tenha várias perguntas à fazer meu jovem... - fala o senhor. - por isto estou aqui para respondê-las, poderia me dizer seu nome?

- Não é educado perguntar o nome de uma pessoa sem antes se apresentar - responde o espectro.  Mas mesmo assim responderei sou Riku.

O senhor abre um sorriso.

- Ah que indecência a minha! - meu nome é Hanzoku Shimura sou o dono da empresa multinacional mais rica do japão a Shimura Corporation, mas deixemos isto de lado tenho uma perguntas a fazer...

Riku imediatamente imaginou que ele fosse perguntar sobre a causa explosão do avião.

- É sobre a explosão? fui apenas vítima de um ataque de terroristas. - mentiu Riku

O homem fica irritado com o comentário do jovem.

- Meu jovem... não passei dois anos investindo meu dinheiro para reconstruir esse seu corpo e você mentir para mim! já tenho conhecimento sobre a guerra eminente entre deuses e sobre esse tal de cosmo...

Riku fica surpreso, como um homem como aquele poderia saber da existência dos deuses? e como ele poderia saber sobre o cosmo? o espectro por um momento ficou sem saber o que dizer porém decidiu mudar o rumo da conversa.

- O senhor poderia me dizer como fez para reconstruir meu corpo? - pergunta o espectro fingindo-se de curioso

- Ah sim esqueci de dizer isso! - o homem novamente abre um sorriso - nós usamos a mais avançada tecnologia de reconstrução celular do mundo! nós fizemos suas células se reconstruírem muito mais rápido do que o normal e em apenas dois anos fomos capazes de criar novas pernas para você; claro que gastamos bilhões nisso mas foi um investimento que valerá a pena!

O espectro estava interessado no que aquele senhor iria falar porém não havia tempo, ele precisava se reapresentar as fileiras de Hades já que provavelmente Riku havia sido dado como morto.

- Sim a conversa está ótima mas receio que eu tenha que partir o mais rápido possível, estou de saída...

O homem rapidamente segura o braço do espectro enquanto ele se levantava.

- Não... não posso deixar você sair agora, primeiro terá que fazer uma coisa em gratidão por tudo que nós demos a você. - o homem parecia estar ansioso.

- Olha, eu realmente não posso perder tempo aqui, tenho coisas a fazer. - Riku arranca o soro do seu braço e levanta.

- Só preciso que faça uma coisa por mim! só uma coisa! quero uma demonstração de seu poder! mostre-e só um pouco do que pode fazer! - ele estava desesperado - posso lhe dar cópias dos registros científicos que usamos na sua reconstrução!

Riku realmente se interessou, ele iria ter em primeira mão os registros de uma tecnologia revolucionária, ele iria ser um dos primeiros a saber como reconstruir organismos, ele não podia perder essa oportunidade.

- Está bem, diga o que eu tenho que fazer.

- Excelente! ali no vestiário temos roupas, quando estiver pronto é só me seguir.

- Não será necessário - neste momento Riku invoca sua sapuris e  veste ela, com isso os olhos do senhor brilham de fascinação.

Então os dois saem do quarto, diferente do que Riku pensava aquele lugar não era um hospital, parecia uma fábrica; funcionários andavam pra lá e pra cá, haviam pessoas atendendo telefones, cientistas de jaleco etc... os dois andaram por mais ou menos quinze minutos até chegarem em seu destino, no caminho eles passaram pelo local de construção do que parecia ser um robô, ele tinha mais ou menos a altura de Riku, e seu corpo se assimilava á sapuris de Balron; ele até tinha um chicote. Passado algum tempo eles chegam no que parecia uma arena; era um lugar circular porém com cabos enormes passando pelo chão além de ser todo fechado com vidros, tinha apenas uma entrada que era como uma porta de garagem de ferro.

- Agora senhor Riku, quero que entre lá e nos dê uma demonstração do seu cosmo - fala o homem bastante empolgado - use todo o seu poder entendido?

O espectro preferiu não responder e entrou na câmara, uma vez lá dentro ele sentiu seu corpo um pouco mais pesado, como se sua energia estivesse sendo drenada... então do nada surgem vários alvos ao redor do espectro, ele deduziu que deveria destruí-los e foi o que Riku fez: um, dois, três... um por vez o espectro foi destruindo usando seu chicote, ao fim desse teste ele havia gastado bem mais cosmo do que o natural, foi então que a olhar para uma plataforma fora da câmara onde Riku se encontrava ele viu o garoto com a marca de izanagi, dessa vez ele usava um casaco com a logomarca da Shimura Corporation porém ele não cobriu a marca, o garoto estava visivelmente mais velho mas seu rosto estava oculto e o espectro não pode ver sua face, ao notar que estava sendo visto o garoto acenou cinicamente para Riku, enfurecido, o espectro gritou para deixarem ele sair daquele lugar, á única coisa que havia deixado o espectro tão alterado na vida havia sido aquele garoto.

- Sinto muito senhor Riku - responde o homem - nosso objetivo reconstruindo o senhor era de absorvermos esta energia chamada cosmo para colocarmos em nossa nova arma mecânica, agora que o senhor não tem mais serventia, permita-me usá-lo como uma cobaia para nossa arma... soltem o Blarog!

Antes que Riku pudesse protestar o robô cai do céu, agora ele estava carregado com a cosmo-energia do espectro, estranhamente ele começou a pegar fogo do nada, mas ele não sofria danos com o fogo, era como se as chamas fizessem parte dele; o robô agora parecia mais um demônio com um chicote em chamas, Riku agora estava muito fraco devido a absorção de sua cosmo-energia e temia que nada poderia fazer contra aquela besta mecânica. O Balrog então desfere uma chicotada horizontal no espectro que rola para a direita desviando com dificuldade do ataque.

- Humpf, uma aberração robótica como você não pode derrotar um espectro, irei reduzi-lo a pó mesmo não estando com todo o meu poder! Rajada do Julgamento!

O ataque de Riku acerta o Balrog em cheio porém não fez nem um arranhão no Balrog que urra e ataca com uma chicotada horizontal, o espectro pula e responde com uma chicotada, o chicote de balron prende-se no torso do Balrog que se liberta com facilidade, mesmo assim Riku não demonstrava medo; ele raramente demonstra medo em seus combates.

- Pelo visto subestimei você, não irei cometer esse erro duas vezes! Lanças Infernais!

O espectro começa a emanar um cosmo denso que forma lanças cósmicas arroxeadas, então só com um comando mental Riku dispara dezenas de lanças contra o Balrog que nem sai do lugar, então o monstro mecânico ergue seu braço direito, então eis que o braço se transforma em um canhão, o monstro então dispara uma rajada de energia contra o espectro, era uma rajada tão poderosa que seria capaz de destruir um prédio de cinquenta andares facilmente... parecia não haver escapatória para Riku. Então quando a poeira levantada pelo ataque abaixa surge uma barreira de cosmo arroxeado, Riku havia se protegido com a barreira das almas mortas... mesmo estando ofegante o espectro ainda não demonstrava medo algum.

- Você caiu em minha armadilha! - fala Riku abrindo um pequeno sorriso.

Devido as lanças infernais, o cosmo arroxeado de Riku estava todo concentrado ao redor da máquina então este cosmo se transforma em uma barreira que prende o Balrog. O espectro havia usado dos resquícios de cosmo das lanças infernais e criou uma barreira das almas mortas ao redor do Balrog que agora estava preso dentro dela.

- Esta batalha acabou. - fala Riku em voz alta - Shimura! sei que está ai, eu derrotei sua aberração, agora meu próximo passo será matar você! - com isso Hanzoku Shimura sai de cena fugindo pelo corredor.

Enquanto isso o Balrog ainda urrava e lutava em vão tentando sair da barreira das almas mortas, Riku então quebra todos os vidrs ao redor com uma elevação de cosmo, e começa a andar em direção à saída.

- (Irei perseguir aqueles dois, o garoto e o Shimura... algo me diz que eles estão juntos nessa história...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pedro

avatarModerador
Moderador


Mensagens : 684
Data de inscrição : 21/01/2012
Idade : 18

Status
Nível: 2
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Janeiro 2nd 2015, 14:27

180 de EXP
150 de Dinheiro Like a Obama xp
Voltar ao Topo Ir em baixo
Riku de Balron

avatarEspectro
Espectro


Mensagens : 77
Data de inscrição : 06/12/2013
Idade : 25
Localização : Inferno

Status
Nível: 9
PV:
650/650  (650/650)
PC:
800/800  (800/800)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Janeiro 2nd 2015, 18:12

A Revanche do Balrog




A fábrica da Shimura Corporation estava imersa em caos, depois da derrota da arma mecânica Balrog, todos os cientistas começaram a fugir com medo de Riku... o espectro andava calmamente pelos corredores chacinando seguranças e qaulquer outro que se coloque em seu caminho, a segurança da fábrica tentava fechar o lugar para trancar Riku mas não adiantava, nada poderia segurar o espectro de balron; ele resolveu interrogar um dos seguranças e perguntar onde Shimura se escondeu, de repente um segurança apareceu e começou a atirar com uma pistola na sapuris que nem sequer foi riscada, logo o segurança foi envolvido pelo chicote de balron; sua cara agora emanava um medo enorme.

- Você vai me dizer onde está o Shimura agora, ou serei obrigado a reduzi-lo a um monte de fatias de carne humana ensanguentadas. - fala Riku num tom calmo

O segurança estava tão pasmo que não conseguia responder.

- N... não... não sei de nada... sou... sou só um segurança... - o segurança parecia estar fazendo muita força para falar.

- Por acaso não ouviu? fale logo ou vai irei transformá-lo em presunto. - Riku continuava falando de um jeito calmo porém ameaçador.

- E... eu... ouvi dizer... argh!!! - o chicote começara a apertá-lo com mais força - ouvi dizer... que ele foi para a cobertura... do prédio... argh!!!!! - o chicote agora estava prestes a dilacerar o segurança.

- Ótimo, agora morra! - antes que Riku pudesse liquidar o espectro ele percebe a presença de um cosmo assustador perto dali e para a execução.

- Solte-o! - fala um homem trajando uma armadura dourada, ele era extremamente belo, possuía olhos vermelho-sangue e cabelos cor de ouro, possuía dois brincos e seu rosto não demonstrava sentimento algum.

- Muito bem... - Riku então solta o segurança que corre como se sua vida dependesse disso - mas quem é você cavaleiro de ouro?... quem é você que ousa interromper meu interrogatório? - pergunta Riku calmamente porém ameaçadoramente.

- Meu nome é Eros; sou o cavaleiro de ouro de peixes... pelo visto hoje é o meu dia de sorte, não é sempre que encontro um espectro por aí esperando pela morte... muito bem matarei você da forma mais bela possível. - fala eros já assumindo uma postura de luta.

Riku fecha os olhos e suspira

- Humpf pelo visto aonde quer que eu vá eu encontro cavaleiros de Athena... e dessa vez foi um dourado... - Riku suspira e fecha os olhos novamente. - muito bem se quer tanto assim morrer farei sua vontade, mas não sou tão bonzinho de lhe dar uma morte sem dor... sinta na pele todos os pecados que já cometeu na vida! Reencarana...

Antes que Riku possa terminar a frase a parede do corredor onde estava é quebrada violentamente, era Balrog que consegiu se libertar da barreira das almas mortas e agora estava furioso e pronto para matar tudo que vier pela frente; o monstro de aço desfere uma rajada de energia contra Eros que desvia.

- O que diabos é essa criatura? não interessa irei dar à ela uma morte tão bela como eu! Aurora Polaris!!! - Eros então cria uma esfera de cosmo congelante entre as suas duas mãos, neste momento o ar do corredor começa a ficar mais frio...

Então o Cavaleiro dispara seu golpe, uma rajada congelante de cor azul acerta o dorso do Balrog porém não houve nenhum efeito...

- Como é possível? ele resisitu ao meu golpe mais forte? então tome mais uma vez Aurora Polaris!
Mais uma vez Eros dispara o aurora polaris no Balrog que é acertado em cheio mas nem se mexe.


- Não adianta! - de repente surge um guerreiro diferente na cena, era Hisashi, o misterioso guerreiro Ronin que havia salvo Riku das mãos dos cavaleiros negros dois anos atrás.

- Essa máquina absorve o cosmo dos ataques, o único jeito de derrotá-la é sobrecarregando ela, e duvido que vocês sozinhos possam fazer isso...

Neste momento o Balrog dispara mais uma rajada de energia nos três que desviam sem dificuldade.

- Está sugerindo uma união de forças? - pergunta Riku ofegante.

- Não unirei forças com um espectro! - fala Eros.

- É isso ou a morte! o que acham? - Hisashi já estava ficando irritado.

Neste momento o Balrog começa a desferir chicotadas nos três, Riku desvia de uma por pouco, ele já estava esgotado devido a luta anterior.

- Neste caso atacaremos juntos! - grita Hisashi - vamos lá ATAQUEM! Retalhamento Reto!!! - Hisashi dispara seu golpe na forma de várias ondas de energia.

- Aurora Polaris! - Eros utiliza seu golpe colocando todo o seu cosmo nele.

- Não tenho escolha... Rajada do Julgamento!!!! - Riku utiliza o que restou de seu cosmo neste ataque.

A união dos ataques causa um turbilhão disparado contra o Balrog, a energia combinada de Eros, Riku e Hisashi foi tão grande que causou um Big Bang que foi capaz de destruir o Balrog e causar uma explosão gigantesca, devido a Riku ter gastado todo o seu cosmo ele cai desacordado.

Ao abrir os olhos o espectro de Balron se vê em meio á escombros, ele havia dormido por algumas horas e só agora acordou, ele também percebe que Hisashi estava sentado em uma pedra por ali.

- Finalmente você acordou - fala Hisashi - nosso ataque reduziu este andar inteiro a escombros.

- Onde está o cavaleiro de ouro? - pergunta Riku se levantando.

- Ele disse que iria atrás do responsável pela criação do Balrog... - Hisashi estava claramente despreocupado - Ele falou que se houverem mais robôs daqueles a paz na terra estará ameaçada...

- Eu devo ir também, tenho assuntos pendentes com o maldito do Shimura.  - Riku já começa a andar em direção as escadas.

- Não! preciso falar algumas coisas com você!, venha comigo até o templo Ronin! - Hisashi parecia estar realmente precisando de ajuda.

- Por que eu deveria confiar em você? - pergunta Riku.

- Porque eu te salvei de ser destruído por aquela aberração, além disso, também fu eu que te salvei dos cavaleiros negros e te trouxe para o japão.

- Já entendi! - fala Riku irritado - foi você que me entregou para o Shimura e contou a ele do cosmo e da guerra santa!

- Ai.. ai.. foi sim... mais graças a isso você ta vivo agora e com duas pernas novinhas, além disso você não tem nenhum lugar para se abrigar aqui no japão, poderia ficar no templo  Ronin.

Riku pensou e chegou a conclusão que esses tais Ronins poderiam saber algo sobre o tal garoto com a marca de Izanagi, então ele decidiu ir com Hisashi até o tal templo...

Enquanto isso Eros se encontrava sentado no topo do edifício, ele havia chegado tarde pois Shimura já havia ido embora, então o dourado havia decidido descansar um pouco... enquanto os olhos rubros de Eros fitavam a grande cidade de Tóquio outro cosmo enorme chega no local, era um cosmo tão frio quanto o de Eros porém um pouco mais singelo, esta pessoa anda um pouco até ficar lado a lado com o cavaleiro de peixes.

- Pelo visto há coisas que nós cavaleiros desconhecemos aqui no japão - fala o estranho.

- Sim Natassia, e eu planejo desvendar tudo isso, á começar por esses tais Ronins...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Law

avatarFundador
Fundador


Mensagens : 3053
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro

Status
Nível: 0
PV:
800/800  (800/800)
PC:
1100/1100  (1100/1100)

MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   Janeiro 3rd 2015, 15:50

+ 100 de experiência
+ 100 coins
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://saintwar.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Treinos - Riku   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Treinos - Riku

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» [Campo de Treinos] - String'
» Voltando aos treinos
» [RIVAL] Riku Aizenn
» Reclamação e Primeiros Passos
» [Seção Treinos 1] Esforço, suor e determinação.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint War :: Prológos/Treinos-